O CÉU DE OUTUBRO

October Sky, EUA, 1999, Drama Biográfico, 107 minutos
Direção: Joe Johnston
Elenco: Jake Gyllenhaal, Chris Cooper, Chris Owen, Laura Dern, William Lee Scott
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: LIVRE
Áudio original em inglês com legendas em português
ONDE ENCONTRAR: GooglePlay, Primevideo (Amazon), Netflix

 

O Céu de Outubro é contextualizado na cidade de Coalwood, no Estado da Virgínia, Estados Unidos, durante o ano de 1957 na Guerra Fria. A abertura do longa começa com a apresentação do lançamento do foguete da antiga União Soviética que fez com que o satélite Sputnik ficasse em órbita. Trata-se de uma obra biográfica, baseada na autobiografia Rocket Boys, que conta a história de Homer H. Hickam Jr. que, empolgado com a notícia do foguete russo, convida outros três amigos para tentarem levar um pequeno foguete aos céus.

A princípio, com essa premissa, a obra desenvolve sua trama abordando as dificuldades que o grupo acaba enfrentando, tais como a falta de apoio e de recursos para manterem as tentativas de lançar seus foguetes. O projeto do grupo obtém mais forma e estrutura ao mesmo tempo em que o pai de Homer vai ficando cada vez mais insatisfeito, tendo em vista que ele trabalhou a vida toda na mina da cidade e planejava que seu filho trilhasse o mesmo caminho. Dessa maneira, a tensão na família de Homer vai aumentando, assim como as dificuldades técnicas que o grupo enfrenta, por se tratar de um sofisticado problema de engenharia. Contudo, após saberem que haverá uma feira de ciências em uma cidade vizinha, e que o projeto vencedor terá a oportunidade de ganhar uma bolsa de estudos para uma universidade, as forças do grupo se renovam e eles aceitam o desafio.

Assim, o filme se desenrola abordando a história de superação que muitos cientistas, engenheiros, acadêmicos em geral enfrentam por nascerem em cidades interioranas onde não há Universidades próximas e a falta de incentivo para que possam ingressar nelas. Com isso, o filme pode alcançar um público bem geral, tendo em vista que se trata de uma dramática história de superação, apesar de a obra  focar bastante nos mais jovens, ao tratar justamente da juventude de Homer.

A compreensão do filme é clara, coerente e coesa, ao passo que o roteiro constrói a narrativa com bastante linearidade. A evolução do grupo, as dificuldades enfrentadas, as oportunidades, todos os momentos do filme estão muito bem marcados, e dessa forma o drama biográfico consegue cumprir seu papel ao exibir a história de vida e dos estudos de Homer Hickam. Por esses motivos, o longa foi muito bem recebido pela crítica na época do lançamento, sendo vencedor dos seguintes prêmios: Prêmio OCIC (Organização Católica Internacional do Cinema, sigla em francês) de melhor diretor, Critcs Choice Movie Awards de melhor filme familiar e Humanitas Prize de melhor filme.

 

Thiago Freire Nascimento