Logo e link para a página inicial do CDCC
CENTRO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURAL
Facebook YouTube

Dia 24 de novembro de 2018, às 20 horas

O Assassino

L'assassino, França/Itália, 1961, Policial, 97 minutos
Direção: Elio Petri
Elenco: Marcello Mastroianni, Micheline Presle, Cristina Gaioni

Cartaz

Neste filme, o famosíssimo ator italiano Marcello Mastroianni interpreta Alfredo, um egocêntrico vendedor de antiguidades que ganha a vida comprando objetos roubados e vendendo-os por preço de relíquias numa Itália da década de 1950. Em meio a sua aconchegante vida, resultado de seus negócios bem-sucedidos, nosso protagonista é surpreendido ao receber uma visita dos homens da lei, que, mesmo sem saber o motivo, é intimidado para que os acompanhem até a delegacia.

Acusado do assassinato de sua amante Adalgisa (Micheline Presle), Alfredo busca incessantemente provar sua inocência perante às autoridades que, de forma interrogativa, o pressionam para que confesse seu suposto crime. Confuso e ciente de que não cometera o crime, Alfredo começa a recordar-se, a partir de flashbacks, momentos anteriores ao assassinato de sua amada, tentando provar-se inocente para o comissário Palumbo, que tenta encaixar as peças do caso para conseguir acusar nosso suposto assassino.

O diretor Elio Petri, importante cineasta italiano das décadas de 1960 e 1970, neste longa que marca sua estreia no cinema, explora o aspecto de mistério do filme, brincando com o sentimento de dúvida do espectador, misturado com um nervosismo que também permeia o protagonista Alfredo: teria sido ele autor do assassinato ou não? Durante boa parte do filme, tudo indica que o antipático vendedor de relíquias não cometeu crime algum, mas analisando as memórias de Alfredo e ouvindo testemunhos de convivência com o galã, o sentimento certo de que o personagem principal não tem relação com caso se esvai, dando espaço para uma desconfiança e ceticismo perante os depoimentos do protagonista. Membro do Partido Comunista Italiano e militante durante as filmagens da obra, o diretor busca explorar no longa a truculência das autoridades da época, criticando em diversos momentos a forma duvidosa e as vezes pouco civilizada que os agentes da lei usam para cumprir seus objetivos. Ele indaga também, de forma sutil, aspectos que satirizam a boa vida dos mais abastados de dinheiro, no caso, utilizando nosso protagonista, explorando seu lado vaidoso, interesseiro e egoísta, que vão revelando sua verdadeira personalidade no decorrer da trama.

Douglas Gomes Lima dos Santos

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Tema: Relações Humanas
Contém: Violência Moderada e Consumo de drogas lícitas

No programa, antes da exibição do longa metragem

XII Mostra de Videodança de São Carlos

Mix Mundo

Conquest and Prision (África do Sul, 8 minutos)
Direção: Mark Freeman
Digital Afterlives (Austrália, 5 minutos)
Direção: Richard James Allen & Karen Pearlman

TRAILER