Logo e link para a página inicial do CDCC
CENTRO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURAL
Facebook YouTube

Dia 25 de agosto de 2018, às 20 horas

Frantz

Frantz, França/Alemanha, 2016, Drama, 113 minutos
Direção: François Ozon
Elenco: Pierre Niney, Paula Beer, Ernst Stötzner

Cartaz

É possível se recuperar de um luto profundo? Mais ainda, é possível perdoar e até mesmo amar o causador desse luto? Esse é o tema central de Frantz, que não trata propriamente do personagem Frantz, mas das consequências de sua morte aos seus próximos.

Após a Primeira Guerra Mundial, uma pequena cidade alemã está mergulhada na tristeza pela morte de seus jovens e no ressentimento contra seus inimigos, em especial os franceses. A jovem Anna acaba de perder seu noivo para guerra, o supracitado Frantz, e acaba se tornando como uma filha para os pais dele, os Hoffmeister. Anna vê sua vida tomando um rumo trágico, mas tudo muda quando ela encontra um jovem depositando flores no túmulo de Frantz. Se trata de Adrien, um soldado sobrevivente francês, que afirma ter sido amigo íntimo do jovem alemão em Paris, antes da guerra começar. Mesmo com certa resistência, Adrien consegue aos poucos se aproximar de Anna e dos Hoffmeister, conseguindo trazer de volta à família alguns momentos de alegria que não duram muito, já que ele não é exatamente quem diz ser.

Apesar de arrastado, Frantz se dá muito bem em representar o luto, tanto o individual, dos familiares, como o coletivo, sentido por toda uma nação. O preto-e-branco do filme é usado exatamente para esse fim, sendo inclusive substituído por imagens coloridas nos raros momentos de alegria dos personagens. Contribuem também a atuação dramática de Paula Beer como Anna e de Ernst Stötzner como Sr. Hoffmeister que, em uma epifania, percebe que talvez os principais culpados pela morte de seus filhos não fossem contra quem eles combateram na guerra, mas quem os enviou para lá.

Felipe Augusto Hencklain

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Tema: Luto
Contém: Conflito psicológico

TRAILER